Trilha Sonora: Séries de terror e suspense

Quando você gosta muito de músicas e de filmes, séries e etc, acaba associando uma coisa a outra através das trilhas sonoras dessas produções, seja pela abertura, música tema ou qualquer outra música que componha essa trilha ou que esteja presente.

Eu me encaixo exatamente na descrição aqui de cima e hoje trouxe músicas que fazem parte da trilha sonora ou de momentos musicais icônicos de 6 séries de terror e suspense que eu gosto bastante:

Twin Peaks

Uma série dos anos 90 que está entre o clássico e o cult, Twin Peaks, de David Lynch e Mark Frost é adorada por muitos e não entendida por muitos outros. Trata-se de uma produção investigativa com toques de suspense e com muitas coisas bizarras envolvendo terror psicológico, personagens esquisitões e bastante surrealismo lúdico.

A trilha sonora é muito boa e super importante na série, marcando os principais acontecimentos. Ainda não vi a nova temporada, mas já soube que tem Nine Inch Nails, banda famosa de rock industrial que eu adoro. Mas, para este post, escolhi a música “Into the Night”, da Julee Cruise, que também canta a música tema da série. A música que faz parte do “Episode 5”, 6º episódio da primeira temporada.

True Blood

True Blood foi uma daquelas séries que eu amava e quase todo mundo não gostava. É uma série de horror (nada assustador) e ficção que mostra a existência de vampiros no mundo dos homens e os relacionamentos entre eles. Ao longo dos episódios também passamos a conhecer outros tipos de seres encantados como lobisomens, bruxas e fadas.

Na trilha sonora encontramos diversos tipos de músicas que ilustram bem o clima da série e o estilo country é o que mais aparece, acredito que por conta do local no qual a história se passa, no interior dos Estados Unidos, onde esse estilo predomina. Para minha listinha, escolhi a musica de abertura, “Bad Things” do Jace Everett, porque combina demais com a série e eu amei tanto que adicionei na minha playlist da vida!

The Mist – Nevoeiro

A série é baseada no conto de mesmo nome de Stephen King, que fala sobre uma cidade americana que é envolta repentinamente por um nevoeiro que esconde seres estranhos de outro mundo, os quais os moradores do local precisam enfrentar. A série segue exatamente a mesma linha de forma bem executada.

Ainda não encontrei a trilha sonora completa, não sei se já existe, mas quando eu estava assistindo ao segundo episódio, uma música me chamou a atenção ao final, “Riverside”, da Agnes Obel, da qual eu já falei pra vocês no post de músicas pra relaxar. O momento é muito tenso e a música calma surgindo para dar o desfecho, deixou tudo mais interessante. Eu gostei tanto da música que fui procurar conhecer melhor o trabalho da cantora e amei!

Salem

Salem é uma série que traz mais uma versão fictícia da perseguição às bruxas, que aconteceram na cidade de Salem, nos Estados Unidos, no final do século XVII. A produção mostra todos os acontecimentos da cidade na época e traz John Alden e Mary Sibley como protagonistas. Ele é um herói da guerra, que retorna a cidade em meio ao caos da caça às bruxas e ela é a bruxa mais poderosa de Salem.

A partir do segundo episódio a abertura da série passou a ser a música “Cupid Carries a Gun”, do Marilyn Manson. E como sou super fã dele, a abertura me deixou ainda mais interessada pela série, que eu acompanhei até o seu final, que aconteceu em janeiro deste ano.

Hannibal

A história de Hannibal praticamente dispensa apresentações, né? E a série é baseada no livro Dragão Vermelho, que descreve a relação entre o agente do FBI Will Graham e o Dr. Hannibal Lecter. A série começa majestosa, com interpretações fantásticas e uma fotografia maravilhosa mas, com o passar das temporadas, a história não conseguiu se fortalecer o suficiente e foi cancelada em 2015, o que é uma pena!

A trilha sonora é de extremo bom gosto e é composta por muitas músicas clássicas, com participação de artistas como David Garret, mas o que eu realmente amei e me surpreendeu foi a canção escrita para o final da série pela Siouxsie Sioux, cantora que fez grade sucesso nos anos 80 e que eu amo. Ela não lançava nada novo desde 2007, então foi emocionante ver o quanto a série foi inspiradora para ela nessa canção que fez com Brian Reitzell, “Love Crime”.

American Horror Story

Uma das produções mais doidas dos últimos tempos, se não for a mais doida mesmo, American Horror Story é uma série antológica de terror, que aborda um tema novo a cada temporada e trabalha com o psicológico, o medo e o bizarro.

A trilha sonora é extensa e acompanha os temas em questão e teve até uma temporada com números musicais, onde os personagens interpretavam músicas famosas. Eu escolhi uma música que ficou marcante pra mim quando ouvi na segunda temporada, Asylum, “Dominique”, uma música popular francesa, que é originalmente católica, mas que tem um lado todo macabro e assustador, que combinou perfeitamente com a série.

Claro que eu fiz uma playlist com as músicas lá no nosso perfil no Spotify:

Gostaram da minha listinha? Vocês também se ligam nas músicas das séries que assistem?
Me contem quais são as que mais gostam.

0

Compartilhe


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *