Livro: Um Coração Batendo No Mundo – Dri Andrade

Não sei se vocês acreditam em destino ou em conspiração do universo, mas foi praticamente isso que aconteceu, conheci a Dri Andrade através do Instagram, começamos a curtir a foto uma da outra até que um dia começamos a conversar por direct. A Dri estava com um projeto de lançar um livro e precisava de alguém para fazer a capa, já eu tinha mudado de profissão, para Design Gráfico, e estava precisando de trabalho para colocar no portfólio, então as coisas se encaixaram perfeitamente e nasceu o livro ” Um Coração Batendo no Mundo”.

O livro é composto por crônicas sobre a metamorfose ambulante que é a vida, dividido em três partes: “Das coisas doces, não tão doces e as essenciais”, “Do amor” e “Opiniões que ninguém pediu”. Uma leitura super gostosa e que eu tenho certeza que todo mundo irá se identificar, pois são experiências da vida, então com certeza você já passou por alguma das situações apresentadas.

Eu particularmente me identifiquei muito com o texto “Recomeço”, parece até que foi escrito para mim, pois eu estou neste exato momento passando por essa fase da vida, de recomeçar do zero e fiquei muito feliz em ler as palavras da Dri.

” Precisei Colorir Meus Cabelos, para saber que eles têm muito mais brilho na cor natural, mas também  para ver que uma corzinha nova cai muito bem quando a gente já está cansada da mesma cara de sempre…Precisei atravessar tempos para descobrir que o passado só fica para trás quando a gente o deixa ir. Precisei me afastar de alguém que eu amava para aprender a me amar.”

Dri Andrade – Crônica Recomeço

Quem me conhece e lê este trecho vai entender o que estou falando, mas não foi apenas este texto que me fez pensar na minha própria vida e sim todos! Cada um é escrito com base em uma experiência e todas as pessoas um dia vão passar por essas situações, então é muito legal ir lendo e vendo um filme passar na sua cabeça.

A Dri é uma escritora incrível e este livro foi o responsável por me dar o prazer de te-la como uma amiga! Só tenho a agradecer pelo destino ou força do universo ter nos unido e realizado este sonho em conjunto. Claro que tudo isso só foi possível graças o trabalho maravilhoso da Dri Andrade que escreveu o livro com todo carinho e delicadeza, a revisão impecável da Sheila Mendonça (amiga da Dri) e todos os envolvidos neste trabalho.

Quem quiser comprar o livro é só entrar em contato com ela através no Instagram ou do blog:

Instagram @ dri_andrade_

Blog Dri Andrade – Infinito Particular

1

Playlist: Anos 80

Os anos 80 foram realmente incríveis, além das roupas e da moda, as músicas estão sempre presentes nos filmes, séries e também na nossa playlist!

Esse ano eu resolvi criar essa playlist por conta de algumas coisas, a primeira foi por causa do desenho “Apenas um Show” que não parava de repetir um episódio que toca a música “I Ran ” do A Flock Of Seagulls. Essa música entrou na minha cabeça de um jeito que eu precisava ouvir mais, depois dela comecei a perceber mais músicas da época nas séries e filmes que estava assistindo e então criei essa playlist.

Playlist Anos 80

I Ran (so far away) – A Flock Of Seagulls

Como eu comentei acima, esse foi o episódio que não parava de reprisar na TV e como eu passo o dia no Cartoon, essa música entrou na minha cabeça! Inclusive, essa mesma música está na série Dark também.

Gloria – Laura Branigan  (Trilha sonora de American Crime Story)

Um belo dia eu estava trabalhando com a TV ligada e estava passando o segundo episódio da segunda temporada de Amercian Crime Story, quando vi essa cena fiquei louca pela música e pela série.

 

Call Me – Blondie (Filme American Gigolò)

Essa música é maravilhosa e está presente em vários filmes!

Heaven is a Place on Earth – Belinda Carlisle (Black Mirror)

Amo esse episódio de Black Mirror e essa música ficou ótima na trilha sonora.

The Wild Boys – Duran Duran

Não achei uma referência de filme ou série, mas tenho certeza que Duran Duran está na trilha sonora de vários filmes.

Sweet Dreams –  Eurythmics

Essa musica é completamente atemporal, amo muito e está em todas as minhas playlists.

Essas foram algumas músicas que pertencem a playlist anos 80 e que tornam o dia de qualquer pessoa mais animado! Claro que não deu para colocar tudo, mas para mim, essas são as principais.

E vocês? Tem alguma música favorita dos anos 80? Então deixe aqui nos comentários, vamos adorar saber.

0

Game: Monopoly Game of Thrones Collector’s

Que Game of Thrones é uma das minhas séries preferidas não é novidade, né? E, assim como muitos de vocês, eu também estou morrendo de saudades da série, que só retorna em 2019, pra sua última temporada.

Enquanto ela não chega, eu vim mostrar pra vocês um dos jogos mais legais que tenho e que me ajuda a matar a saudade. Eu gosto muito de colecionar itens de séries, filmes e livros e quando, em uma viagem, eu vi o Monopoly – Banco Imobiliário – de Game of Thrones em promoção eu tive que comprar!

Eu queria mesmo o Risk, que conhecemos como War, da série, mas não encontrei! De qualquer modo, fiquei super feliz com meu Monopoly e ele tem rendido horas divertidas entre amigos.

MONOPOLY GAME OF THRONES

O jogo foi criado sob licença da HBO e é todo temático, desde o manual de instruções, que parece uma carta das antigas escrituras da série.

As peças são itens ou personagens icônicos, como o Rei da Noite, a Coroa, um Lobo, um Ovo de Dragão, o Corvo e o Trono, e elas são feitas em uma especie de metal de ótima qualidade que trazem mais realidade na hora de jogar e são itens colecionáveis.

Os dados também são super bonitos e dão uma impressão de serem cromados.

Os modos de jogar são os mesmos do Banco Imobiliário comum, mas você vai comprar e conquistar alguns  reinos, ao invés de bairros. Então você pode ser dono de Winterfell, do Rochedo Castrely, enfim, de todos os reinos e suas propriedades e também pode dominar as casa comprando as cartas das casas Stark, Lannister, Targaryen e Baratheon e você não irá construir casas e hotéis em seus reinos, mas sim castelos e vilarejos.

As cartas de “sorte” ou “revés” também ganharam um novo formato e tem os nomes de The Iron Throne e Valar Morghules, mas os participantes continuam contando com a sorte quando caem nas casas dessas cartas. Ah! A prisão continua absolutamente igual e não combina de jeito nenhum com o jogo! hahaha!

O banco e o banqueiro permanecem com as mesmas funções e as notas são os itens mais simples do jogo mas, ainda assim trazem estampados os símbolos de algumas casas, diferindo de acordo com o valor.

Nota de 1: Lula, Casa Greyjoy

Nota de 5: Lobo, Casa Stark

Nota de 10: Veado, Casa Baratheon

Nota de 20: Dragão, Casa Targaryen

Nota de 50: Sol perfurado por uma lança, Casa Martell

Nota de 100: Rosa dourada, Casa Tyrell

Nota de 500: Leão, Casa Lannister

A forma de jogar basicamente é escolhida pelos jogadores, mas ao final, o jogador mais rico e poderoso vence!

São horas e horas de diversão, que pode até gerar uma briga feia se você ou seus amigos não souberem perder, ahahahah, e você ainda pode escolher uma trilha sonora da série ou uma com outras músicas épicas pra ouvir enquanto joga e entrar ainda mais no clima!

Coffee sempre me fazendo companhia! <3

O meu jogo é de 2015 e foi comprado fora, mas você pode encontrar em alguns sites como o Mercado Livre ou fazer o redirecionamento pra cá!

 

0

Livro: Jane, a Raposa e Eu

Durante a minha busca de livros ilustrado como inspiração para o meu trabalho, me deparei com essa maravilhosa obra de arte “Jane, a raposa e eu” da autora Fanny Britt e ilustradora Isabelle Arsenault. Um livro que aborda o tema polêmico, o bullying, de uma forma leve e com ilustrações que transmitem os sentimentos da personagem.

Helene é uma estudante tímida e sem amigos, até houveram algumas amizades no passado, porém as coisas ficaram diferentes, suas antigas amigas se afastaram dela e junto com o restante da turma, começaram a fazer bullying sobre seu peso e suas características físicas. Durante todo esse momento que o livro aborda a vida social de Helene, as ilustrações são monocromáticas em um tom bem apagado, o que simboliza o vazio e tristeza desse momento.

Para escapar um pouco dessa realidade triste, Helene mergulha na leitura do livro Jane Eyre da escritora Charlotte Bronte. Toda vez que ela está lendo sobre Jane, as ilustrações ficam coloridas, pois é um momento de paz e felicidade para a personagem.

Helene precisa se preparar  para o acampamento escolar que irá acontecer em breve, então ela vai ao shopping junto com sua mãe para comprar um biquíni novo, porém na cabeça de Helene tudo fica feio, ela se enxerga como uma enorme salsicha e não se sente nem um pouco animada.

O dia do acampamento chegou e Helene ficou na tenda das “excluídas”, outras meninas que assim como ela, não tinham nenhuma amizade. Mas algo diferente aconteceu, uma raposa apareceu para Helene e nesse momento ela se identificou com a raposa, conseguiu chegar bem perto dela, mas a raposa acabou se assustando e fugindo.

Quando Helene volta para sua tenda se depara com uma nova menina, Geraldine, que é uma garota extremamente simpática e gentil e que faz amizade com todas as outras meninas, inclusive Helene. As duas passam o dia juntas, conversando, brincando e logo viram melhores amigas, fazendo com que os dias de Helene se tornem coloridos e felizes, dessa forma, o bullying que sofria pelos seus colegas de classe, acaba se extinguindo aos poucos e ela vive sua vida normal.

A história do livro é bem simples, com uma narrativa gostosa e suas ilustrações são simplesmente maravilhosas. O estilo do traço e as cores são bem delicadas, e transmitem todo o sentimento da personagem principal.

O título do livro contem os dois momentos mais felizes para Helene, as histórias de Jane Eyre e a raposa, que apesar de sua breve aparição, foi um momento de identificação da personagem. Quem gosta de ilustrações e busca inspirações, assim como eu, “Jane, a raposa e eu” é uma ótima opção e pode ser encontrado no site da Amazon.

 

0

Encontrei no Etsy: Rick And Morty

Rick and Morty é um dos desenhos adultos favoritos de milhares de pessoas, incluindo eu e, com certeza, ele é super digno de um post da série “Encontrei no Etsy”.

Já apresentei o Etsy pra vocês e também já fiz um post sobre coisinhas de Adventure Times que encontrei por lá, agora é a vez de criar uma wishlist recheada de itens artesanais do site com o tema de Rick and Morty:

Chaveiro Pickle Rick

Quem assistiu à terceira temporada sabe do que eu tô falando e também vai querer levar o Pickle Rick pra todo lugar.

U$ 18,91

Cortador de biscoitos

Já imaginou ter biscoitos fresquinhos com o formato dos protagonistas? Nem eu, mas passeando pelo Etsy encontrei esses cortadores de biscoitos e achei super divertidos!

U$ 8,50

Cantil Rick e Bender

Sabemos que o Rick gosta de uns bons drinks e nesse cantil ele chamou o amigo Bender, de Futurama, pra tomar uns gorós.

U$ 23

Adesivos

Adesivos divertidos com Rick, Morty e todos os personagens do desenho pra colar aonde quiser.

U$ 5,99

Bordado “Nobody Exists on Purpose, Nobody Belongs Anywhere, Everybody’s Gonna Die. Come Watch TV.”

As frases do desenho são super criativas e já se tornaram icônicas, ótimo motivo pra tê-las na decoração da casa.

U$ 3

Vela Strawberry Smiggles

O cereal mais famoso das milhares de realidades do desenho ganhou uma versão em vela de soja.

U$ 14

Colheres de Madeira

Uma das coisas mais bizarras e diferentes que encontrei sobre o tema foi esse conjunto de colheres de madeira, mas quando o assunto é Rick and Morty nada faz muito sentido mesmo.

U$ 14,98

Caneca Rick

Já que o Rick se transforma em qualquer coisa, você pode tomar um cafézinho na caneca em que ele se transformou!

U$ 11,99

Pins

Eu tenho gostado bastante de pins e adoraria ter essa coleção com itens marcantes de Rick and Morty.

U$ 5,65

 

Ilustração “Wubba lubba tub tub”

Os bordões do Rick já estão mais do que famosos e essa ilustração pode deixar a decoração mais engraçada. Confesso que achei fofa também!

 

U$ 9,99

Esses foram só 10 coisinhas entre as quais eu pesquisei, mas no site tem muito mais coisas divertidas, bizarras e sem sentido sobre Rick and Morty, quem é fã vai amar!

Se souberem de mais lugares que tenham coisinhas interessantes sobre o desenho, me deixem as dicas nos comentários que eu vou correndo ver!

É sempre bom lembrar que o Etsy é um site internacional, mas alguns produtores entregam aqui no Brasil e também há a opção de redirecionar suas comprinhas pra cá através do serviço de redirecionamento como o prestado pela Yellowbox USA.

*Todas as fotos são dos vendedores do Etsy 
** Os valores estão em dólar e foram pesquisados em janeiro/2018

 

0

Black Mirror: USS Callister

A série Black Mirror retornou no final de 2017 com sua 4ª temporada, trazendo o mesmo estilo de episódios, com muita tecnologia, e como na última temporada da série, conseguiu unir em seu primeiro episódio, USS Callister,  o melhor dos anos 80 com os recursos avançados do futuro.

O episódio USS Callister foi dirigido por Toby Haynes e escrito por William Bridges e Charlie Brooker, que criaram uma versão de Star Trek, para representar o game de realidade virtual que é tema central da história.

A ficção se passa no futuro, em uma empresa de games em que  Robert Daly (Jesse Plemons) é diretor técnico, um nerd bem retraído e de poucos amigos, porém essa realidade muda quando Daly entra em seu game particular, uma versão criada por ele e inspirada em uma série antiga a qual é fã, em que Robert Daly se torna o grande comandante de sua tripulação.

Existe uma grande diferença no game particular de Daly para o que sua empresa produz, ele utilizou o DNA de pessoas próximas que trabalham com ele para inserir no jogo, portanto quando o DNA é carregado no banco de dados, um clone da pessoa aparece no jogo, tendo as mesmas memorias e sentimentos da sua versão original.

O jogo é uma fuga da realidade chata de Daly, que acaba não sabendo lidar com o mundo real, sendo muitas vezes motivo de chacota entre os colegas de trabalho. Essas pessoas que por algum motivo agiram de forma rude ou apenas foram legais de mais com ele, são seus personagens no game, em que ele como comandante consegue manipular e se vingar das atitudes reais de cada um.

Porém essa vingança silenciosa acaba quando toda sua tripulação se une para acabar de vez com essa versão do game, e consequentemente, com Robert Daly. Os clones continuam a existir, mas agora com total controle de suas vidas dentro da realidade virtual.

O episódio USS Callister com certeza é um dos melhores dessa nova temporada e foi muito bem avaliado pelas críticas! Agora está sendo cogitada a transformação desse episódio em uma série completa, que se realmente rolar, temos certeza que será sucesso.

 

0

Livro: Vidas Muito Boas J.K. Rowling

Um dos lançamentos literários do ano foi o livro Vidas Muito Boas da escritora J. K. Rowling, responsável pela saga Harry Potter que vendeu mais de 450 milhões de exemplares. O livro é um pedaço de seu famoso discurso de paraninfa em Harvard, no qual ela fala sobre as vantagens do fracasso e a importância da imaginação.

Em tempos de crise, esse livro chegou na hora certa, pois é difícil de pensar que o fracasso as vezes é necessário para crescermos e construirmos um caminho de sucesso. A escritora J. K. Rowling passa essa mensagem de forma leve e com muita criatividade, com todas as páginas ilustradas por Joel Holland.

Em seu discurso ela conta um pouco da sua experiência com o fracasso, depois que seu casamento acabou, ficou desempregada e ainda com criança para criar, uma situação difícil e que com certeza muitos se identificam. O que parece inacreditável é que essa situação a libertou, pois o fundo do poço acabou se tornando a base sólida que ela precisava para reconstruir a vida e apreender coisas sobre ela mesma que não poderia ter aprendido se fosse de forma diferente.

A imaginação foi sua saída desse momento difícil, foi de onde tirou forças e transformou toda sua vida, portanto não desanime se o fracasso bater na sua porta, as vezes uma situação ruim pode trazer bons frutos para o futuro. Uma das citações usada pela autora é de um escritor grego Plutarco, ” O que realizamos por dentro mudará a realidade externa”, ou seja, nós mesmos temos o poder de transformar nossas vidas, basta ter fé em si mesmo que os sonhos irão se realizar.

Vidas Muito Boas compartilha um pouco da experiência de vida da autora J.K. Rowling e nos passa uma lição de superação e sucesso, a nossa melhor ferramenta para enfrentar os desafios da vida é a imaginação, com ela podemos nos reinventar e mudar o mundo.

“A vida é como uma história: o que importa não é o tempo que dura, mas o quão boa ela é.”

Sêneca

 

0

Séries: O Senhor dos Anéis pela Amazon, o que esperar?

Quem já não leu os livros do Senhor dos Anéis e O Hobbit, assistiu aos filmes ou pelo menos já ouviu falar nesses títulos?

Senhor dos Anéis, A Série

Há poucas semanas surgiram rumores de que algumas companhias de audiovisual estariam disputando os direitos para a criação de uma série baseada na obra de J.R.R. Tolkien, O Senhor dos Anéis e, na semana passada a Amazon comunicou que será a responsável pela adaptação desse clássico e a série será transmitida em sua plataforma de streaming de vídeos, a Amazon Prime Vídeo.

Após diversos acordos e um alto investimento, a Amazon oficializou os diretos para a produção e exibição da série, que contará com várias temporadas, além de possíveis spin-offs.

Além da gigante Amazon, a Tolkien Estate and Trust, a editora HarperCollins e a New Line Cinema, que é responsável pelos filmes do “Senhor dos Anéis” também estarão envolvidas.

Ainda não foram revelados muitos detalhes, mas sabemos que a história se passará na Terra Média e trará acontecimentos anteriores ao filme Sociedade do Anel.

Nós como fãs não sabemos exatamente o que esperar.

De um lado rola uma expectativa alta de ver uma produção tão maravilhosa e cheia de detalhes a serem explorados em formato de série, onde poderemos acompanhar tudo de uma forma ainda mais próxima.

Por outro lado, ficamos com receio de como os fatos e todas as coisas descritas por Tolkien possam ser mostradas na produção, que vem para competir diretamente com Game Of Thrones.

Particularmente, eu espero que seja pelo menos tão boa quanto séries como Game Of Thrones e Vikings e que o elenco escalado seja de peso.

O serviço de streaming da Amazon já está disponível no Brasil e está com uma super promoção, onde os usuários podem experimentar  plataforma gratuitamente por uma semana, os próximos 6 meses serão R$ 7,90 e, após esse período, o valor passa a R$ 14,90.

O streaming conta com séries como Mr. Robot, Seinfeld, American Gods e The Man in High Castle, as duas últimas produzidas pela Amazon.

Quem mais está esperando pra ver como será essa série baseada em O Senhor do Anéis que promete ser um sucesso? Eu já li os livros e vi todos os filmes, então estou em dúvida se conseguirão fazer algo realmente espetacular que honre essa obra maravilhosa!

Eu e o Coffee estamos aguardando mais detalhes dessa novidade!

0

Séries e Filmes #novembro

Novembro foi um mês com muitas séries e filmes bons! Alguns começamos a assistir e ainda não terminamos, outras devoramos em poucos dias, então confira aqui no post tudo o que assistimos de séries e filmes.

Stranger Things – 2ª Temporada 

Uma das séries mais aguardadas do ano chegou com tudo na sua segunda temporada, dando continuidade ao mistério que rola na cidade de Hawkins. Stranger Things conseguiu manter aquele suspense da primeira temporada, mas com um pouco mais de humor, uma trilha sonora impecável e agora com alguns personagens novos.

A segunda temporada revela o que aconteceu de fato com Eleven depois do incidente da escola e também nos mostra como Will ficou após passar todo aquele trauma no Upside Down. Contamos também com alguns personagens novos, Kali uma “irmã” de laboratório de El que também possui poderes sobrenaturais, Max que é uma menina nova na cidade e ótima nos games, seu meio irmão Billy, um cara bem rock’n’roll mas no estilo valentão, provocando e desafiando todo mundo, por último temos o Bob, namorado de Joyce e que acaba fazendo um papel de herói.

O nosso quarteto favorito continua se metendo em missões super perigosas para proteger a cidade das terríveis criaturas do mundo invertido, para isso eles contam com a ajuda de Steve, que continua com seu taco de basebol personalizado para enfrentar essas feras. Nancy e Jonathan fazem uma gravação comprometedora de uma conversa com o Dr. Owens  e levam a fita para um jornalista divulgar e assim denunciar as atividades realizadas no laboratório em Hawkins.

Já deu para perceber que a segunda temporada está super agitada, com muitas novidades e ainda com mistério sobre as atividades do laboratório da cidade e sobre Eleven. Agora é segurar a ansiedade para ver a terceira temporada!!!

Mindhunter – 1ª Temporada

Baseado no livro de mesmo nome, Mindhunter mostra a origem do perfil dos serial killers, lá na década de 70, contando a história do negociador do FBI, Holden Ford, um jovem que possui uma forte curiosidade sobre os fatores psicológicos que levaram os criminosos a cometerem seus atos hediondos. Com isso, Ford acaba indo trabalhar no setor de Ciência Comportamental, junto ao experiente Bill Tench, que viaja o país ensinando outras autoridades a caçarem assassinos.

Depois de se estranharem e de alguma resistência do FBI, a dupla acaba se engajando em um estudo para traçar o perfil dos criminosos, avaliando casos terríveis e ficando cara a cara com perigosos e perturbados assassinos, incluíndo torturadores e estupradores, para entrevistas detalhadas sobre cada caso e sobre as motivações dos seus atos.

A série é um mergulho na mente humana, nos seus mistérios e complexidade, fazendo a gente refletir um pouco sobre nós mesmos, entender alguns traumas do passado e ver como cada indivíduo responde de uma forma diferente a essas situações da vida, podendo se tornar uma pessoa normal ou um psicopata.

The Sinner – 1ª Temporada 

Uma série baseada no livro de Petra Hammesfahr, conta com a atriz Jessica Biel no papel principal como Cora, uma mãe de família perturbada pelo seu passado e Bill Pullman como o investigador Ambrose, que quer entender e ajudar Cora.

A história começa com um assassinato na praia, a luz do dia e na frente de todos que estavam ali presentes. Cora, uma mãe tradicional, que está curtindo o dia junto com sua família, acaba surtando ao ouvir uma música que um casal apaixonado coloca em volume alto, ela acaba cometendo o assassinato e é presa em flagrante.

Como o crime não faz o menor sentido, o investigador Ambrose não consegue dar por encerrado o assassinato, então ele tenta juntar as peças da memória confusa de Cora e descobrir o que a motivou a cometer esse crime.

A série é legal, mas tem alguns pontos que não fazem muito sentido, como porque abrir uma investigação de um crime já resolvido? O investigador faz uns comentários bem sem noção e a série simplesmente termina de forma conclusiva para Cora, podendo não haver uma segunda temporada, ou trabalhar em uma segunda parte focada na história do investigador, que é mostrada de forma superficial, mas deixando a entender que há mistérios envolvidos.

Alias Grace

Adaptação do romance homônimo da grande escritora Margaret Atwood, escritora também de The Handmaid’s Tale, a minisérie original da Netflix nos mostra a história de Grace Marks (Sarah Gadon), uma jovem imigrante irlandesa, que chega ao Canadá no começo do século XIX e precisa trabalhar como criada para sobreviver. A moça, porém, é condenada a prisão perpétua pelo duplo assassinato de Nancy Montgomery (Anna Paquin) e Thomas Kinnear (Paul Gross), mas perde a memória e não consegue se lembrar dos fatos que acabaram por condená-la.

Dezesseis anos após sua condenação, Grace passa a ter consultas com o psicanalista Simon Jordan (Edward Holcrof), que precisa avaliar as lembranças da moça e seu comportamento para desenvolver um relatório a fim de atestar sua insanidade e a livrar da prisão perpétua, já que a sociedade não acredita 100% em sua culpa. Através das sessões com o médico, conseguimos acompanhar alguns flashbacks de momentos distintos da vida de Grace, com destaque para 3 situações, incluíndo o assassinato e, assim, vamos criando uma interpretação dos fatos, mas jamais uma certeza, pois as coisas passam a ser bastante dúbias.

Grace passou por diversas humilhações e abusos por parte de diferentes homens e, com isso, foi aprendendo a lidar com eles e obter o controle das situações, o que também lhe dá o controle das narrativas na série e nos mostra o quanto as mulheres eram tratadas de um jeito diferente dos homens pela sociedade. Margaret Atwood sempre utiliza de críticas sociais em suas obras, principalmente relacionadas às mulheres, assim como podemos ver em The Handmaid’s Tale e traz bastante reflexão sobre o assunto, que percorre séculos e séculos.

A ambientação da série, a fotografia e os figurinos são lindos e nos ajudam a acompanhar com mais precisão os fatos históricos. Quem gosta de Downtown Abbey e, claro, de The Handmaid’s Tale também pode vir a se interessar por Alias Grace, que é escrita e dirigida por Sarah Polley e Mary Haron.

Thor: Ragnarok

O terceiro filme do Rei do Trovão tem várias conexões com Dr. Estranho e Os Vingadores. Thor (Chris Hemsworth) parte em busca de reunir as Jóias do Infinito para que elas não caiam em mãos erradas e está do outro lado do universo enquanto acredita que seu pai, Odin (Anthony Hopkins), está comandando Asgard e ele precisa voltar logo para seu mundo para evitar os desastres de Ragnarok. Ao retornar ele se depara com seu pai agindo de forma absolutamente estranha e logo percebe que o trono foi usurpado por Loki (Tom Hiddleston) e os dois partem em busca do verdadeiro Odin. Enquanto isso, diversos fatores trazem de volta Hela (Cate Blanchett), a deusa da morte e irmã mais velha de Thor, que está em busca do trono que acredita ser seu, por direito, revelando ações do passado e agindo de forma cruel com o povo.

Com toda essa situação, Thor e Loki se veem obrigados a agir juntos mais uma vez e acabam parando no universo de Sakaar, comandado pelo Grão-Mestre (Jeff Goldblum), viciado em jogos e que transforma seu mundo em uma verdadeira arena. Thor é preso como combatente e precisa lutar contra o vencedor e favorito do Grão-Mestre, que acaba descobrindo que é o seu velho amigo verde, Hulk (Mark Ruffalo). Após resolver as coisas em Sakaar, Thor parte para Asgard contando com a ajuda de seus velhos e novos amigos, para acabar com a ira da poderosa Hela.

No geral o filme é muito bom (principalmente porque o Thor está sem peruca), mas tenta se fixar muito na comédia, que já vem surgindo nas produções da Marvel há algum tempo, o que acaba deixando o roteiro um pouco fraco. Além disso, alguns personagens acabam perdendo sua essência, como Hela, que poderia ter aparecido muito mais, já que Cate fez um trabalho maravilhoso e Hulk, que é mostrado como um herói bobo, também quando está na pele de Banner. Ainda assim, é um excelente filme que traz mais conexões com o universo da Marvel.

1

Black Friday na Amazon

Hoje é dia de Black Friday!!!

Um dos sites que mais gostamos para comprar nessa data é a Amazon, pois lá da para achar um pouco de tudo, tem muitas opções de livros, que já até deixamos uma listinha aqui no blog com algumas indicações, tem opção de eletrônicos, coisas de casa e outras variedades. Então vamos listar aqui algumas coisas do site que valem a pena para comprar na Black Friday!

Listinha de Desejos Black Friday Amazon

 

Muitas vezes acabamos comprando livros pela capa e esse box quer provocar exatamente isso, mas com um toque nostálgico de clássicos, com alguns que foram adaptados para livros e séries da nossa infância e dos dias atuais. The Puffin in Bloon Collection é um box em inglês que traz Anne of Green Gables, Heidi, Little Women, e A Little Princess, com todas as capas ilustradas por Anna Bond. Simplesmente encantador, né?

 

 

 

Lâmpada de filamento led para a decoração de casa. Com essa lâmpada da para deixar o ambiente super moderno e descolado.

 

 

 

 

Claro que não poderia faltar Harry Potter na listinha, né? A Black Friday é ideal pra comprar aquele box de livros que são desejo e essa edição Premium exclusiva da Amazon vem com todos os volumes da série e é simplesmente maravilhosa, com capas e ilustrações novas, além de um marca páginas especial.

 

 

 

 

 

Impressora HP para o home office. As vezes imprimir algum documento ou algo do tipo se torna uma necessidade, principalmente para quem faz home office, então é uma ótima opção para comprar com desconto, pois geralmente esse tipo de equipamento é bem caro.

 

 

 

Agatha Christie fez muita gente se apaixonar pelo gênero literário do crime, inclusive nós duas. Recentemente, ela ganhou 8 boxes com edições especiais de suas principais obras. São 3 livros em cada box que nos levam aos mistérios fascinantes do mundo da escritora.

 

 

 

 

 

Caixa de som para ouvir aquela música favorita bem alto! Esse eletrônico é item obrigatório para casa, para fazer aquela reunião em casa com os amigos e deixar o clima mais agradável com uma playlist personalizada.

 

 

 

 

 

 

Orgulho e Preconceito, Razão e Sentimento e Emma, são 3 romances lindíssimos da renomada Jane Austen e que estão reunidos nesse box especial. Austen é uma das escritoras cujo as obras mais vezes foram adaptadas para o cinema e a TV, sempre com personagens fortes e histórias marcantes.

 

 

 

 

 

 

Instax 8 mini com pack de 10 filmes. Essa câmera instantânea é desejo de muita gente e é ótima para registrar momentos únicos na hora e usar as fotinhos como desejar, pra presentear, pra usar na decoração e pra guardar com carinho com um ar todo retrô.

 

 

 

 

 

Gostaram das nossas dicas? Se tiverem mais sugestões de produtinhos legais que estão com precinhos especiais nesta Black Friday, contem pra gente nos comentários e não deixem de aproveitar as promoções incríveis desta sexta clicando na imagem abaixo: 

 

0